Parece que há mesmo um sentido
envolvendo tudo, sim.
Sinto isso.
Mas sinto mais...
não descobri ainda, em mim, esse como e o porquê...


quarta-feira, 2 de março de 2011

Os sinos dobram

Os sinos incomodam ?


- Me incomodam sim, disse-me a irada mocetona; deviam respeitar as outras religiões.

Não entendi.

Porque tocava lenta, melancólica e pausadamente - eram seis horas - a Ave Maria de Gounod. Será que ela já havia escutado antes, com ouvidos de ouvir?

Mais do que um símbolo católico, é, antes, um marco da cultura e da história do homem.

Diz-se que os sinos espantavam os demônios; que eram meios de aviso, sinaleiros de Deus...

Agora nesse novo e restaurado horário, nalguns dias, o sol espalha um dourado brilhante em ruelas e praças, como esta, da Igreja, e o sino faz o fundo musical na moldura ideal da tarde que espreguiça em suspiro e reflexão.

Há aqueles que ouvem os sinos tão distraidamente,
que não percebem nem a música que toca;

não entendem as palavras que diz.

Está tão alto, nem se vê de onde é que sai a melodia
suave e  merencória.

O sol dilui-se em luz de sangue ou de ouro pela ramaria
traçando sombras pelas praças e quintais,
na rotação incógnita de cada história

    Detalhes Adicionais

2 comentários:

  1. À pergunta vários queridos e caros amigos responderam, mas uma foi engraçada:
    Laila Mara: "de + o baralho vai dentro do selebro"

    e não posso deixar de replicar:
    Quando conseguimos arrumar as cartas do baralho e o que vai dentro do "selebro", algumas lembranças ganham nitidez e então, corre de novo o menino que brincava na praça;
    a menina de tranças em florido vestido;
    o decote abusado emoldurando o olhar que percorria os bancos;
    e as noivas de branco que não se cansam de casar.
    Parecem quase iguais, mas cada sonho é diferente...
    Como o tempo,
    como a gente.

    aos amigos do cântico e das palavras dos sinos nas tardes de cada um,
    agradeço por estarem presentes.

    ResponderExcluir
  2. Ah! Os sinos!
    Quantas saudades sinto daquele pequeno sino que badalava nos chamando à aula.
    Por onde andará ele ? Será que é algum artigo de museu escolar?
    Você me trouxe uma linda recordação, minha infância feliz.
    Grata.

    ResponderExcluir